Configurando 802.1q VLAN Tagging no linux

1 – Verifique se o módulo está carregado no kernel

lsmod | grep 8021q

2 – Se o módulo não tiver carregado, carregue com o seguinte comando:

modprobe 8021q

3 – Configure a interface física em /etc/sysconfig/network-scripts/ifcfg-ethX, onde X é o número correspondente a interface específica, como abaixo:

DEVICE=ethX
TYPE=Ethernet
BOOTPROTO=none
ONBOOT=yes

4 – Configure a interface VLAN em /etc/sysconfig/network-scripts. O arquivo de configuração precisa conter o nome da interface física mais o caracter . (ponto) mais o ID da VLAN. Por exemplo, se o ID da VLAN é 192, e a interface física é eth0, então o arquivo de configuração terá como nome ifcfg-eth0.192:

DEVICE=ethX.192
BOOTPROTO=static
ONBOOT=yes
IPADDR=192.168.1.1
NETMASK=255.255.255.0
USERCTL=no
NETWORK=192.168.1.0
VLAN=yes

5 – Se houver a necessidade de configurar uma segunda VLAN, como por exemplo, VLAN ID 193, na mesma interface, adicione um novo arquivo com o nome ifcfg-eth0.193 seguindo o mesmo modelo apresentado.

6 – Reinicie as interfaces de rede para que i linux carregue as informações, com o seguinte comando:

service network restart

Barrel and pincushion distortion

Distorção em barril (barrel distortion) ocorre quando a ampliação no centro da lente é maior do que nas extremidades. Lentes olho de peixe (fisheye) produzem este tipo de distorção em resultado de uma cena hemisférica a ser projetada sobre uma superfície plana.

O inverso da distorção em barril é conhecido como pincushion distortion ( distorção almofada de alfinetes) ou inverse barrel distortion.

Para ilustrar estes 2 tipos de distorção vamos utilizar uma imagem com gradeado. Ao lado esquerdo tem-se a imagem original seguida dos efeitos barrel e pincushion respectivamente.

A motivação deste post foi não encontrar nenhum algoritmo interessante para C# (CSharp) realizando estas duas distorções, desta forma após realizar algumas leituras pela internet, e achar muitas formulas que não funcionavam ou estavam incompletas, resolvi criar meu próprio algoritmo. Neste post não entrarei em detalhes do algoritmo, mas somente na forma de utilização final dele, porém o código dele está completo e funcional abaixo.

Leia mais

Assinando digitalmente aplicativo JAVA com CA Windows

O Objetivo deste post é demonstrar como realizar a assinatura de um aplicativo JAVA utilizando uma Autoridade Certificadora (CA) Windows.

Motivação

Em um ambiente corporativo com infraestrutura de domínio e Active Directory já existe uma autoridade certificadora e todos os membros do domínio já confiam nos certificados assinados por esta CA. Desta forma facilita o trabalho de publicação do aplicativo e confiança da assinatura digital deste.

Leia mais

Criando CAPTCHA com C#

CAPTCHA é um acrônimo da expressão “Completely Automated Public Turing test to tell Computers and Humans Apart” (teste de Turing público completamente automatizado para diferenciação entre computadores e humanos): um teste de desafio cognitivo, utilizado como ferramenta anti-spam evitando que aplicativos automatizados realize post em formulários sem uma interação humana.

Um tipo comum de CAPTCHA requer que o usuário identifique as letras de uma imagem distorcida, às vezes com a adição de uma sequência obscurecida das letras ou dos dígitos que apareça na tela.

Tendo como base essa descrição retirada do Wikipédia (http://pt.wikipedia.org/wiki/CAPTCHA), irei demonstrar como implementar um CAPTCHA utilizando C#.

Este código gera o CAPTCHA conforme os exemplos abaixo

Leia mais

Convertendo relatório Zenmap (nmap) para Excel com C#

O objetivo deste aplicativo é converter o arquivo gerado pelo Zenmap (Nmap) para uma planilha do excel.

O Aplicativo tem como entrada o arquivo XML do zenmap e gera um arquivo XML com um padrão reconhecido pelo Excel.

Método de utilização:

ZenNmapToExcel.exe [arquivo_zennmap.xml]

Segue o aplicativo compilado bem como o código fonte em C# ZenmapToExcel.